sábado, 22 de agosto de 2009

Turismo a pé amanhã

Conforme anunciado durante a semana, amanhã farei uma caminhada ao longo da Rodovia Augusto Montenegro, a fim de conhecer um pouco mais desse pedaço de Belém, sob a perspectiva do pedestre.

Aos que estiverem interessados em participar, aí vão algumas informações:
Ponto de encontro: entrada da Superintendência Federal de Agricultura, que fica na Almirante Barroso, 5384, pouco depois do Conjunto do Basa, no sentido São Brás-Entroncamento. Lá tem sombra e vigilantes.
Horário: chegarei lá às 8:30 h e esperarei o povo até às 9:00 h, quando partirei.

Atração especial (a combinar): dependendo da quantidade de pessoas que aparecer, poderíamos fazer um tour pelas passarelas do Entroncamento. Quem topa?

* Aos gatunos de plantão: NÃO levarei câmera. Dinheiro, apenas o suficiente para comprar água no caminho e pegar o ônibus de volta.

10 comentários:

Lafayette disse...

Pô, meu caro, na próxima "pernando à Belenâmbulo", acredito que estarei com vocês.

Quando falei que não tinha condições para uma pernada muito longa (nem curta, aliás), não foi desculpa de comedor de barro.

Estou fazendo um checaupi geral. O médico mandou eu fazer uma caralhada de exames (o primeiro eletrocardiograma da vida a gente nunca esquece! rsrs). Não deu muita coisa, uma pangastrite aqui, uma total falta de fôlego acolá na esteira...

...mas deu algo que não sabia que tinha: colesterol lá na casa do cacete!

Aquele "do ruim", estou com o dobro a mais do "muito alto". Os outros tipos, também ganho de lavada do tal de "máximo permitido por lei".

Este checaupi visa justamente voltar a fazer exercícios, parados desde 2005 por conta de uma hérnia discal.

O Scyla Lage disse, à época: Faz RPG, regime, depois fisioterapia, musculação para enrigecer os músculos do abdome e costa... eu não fiz RPG, não fiz fisioterapia, não fiz musculação, e fiz regime... mas de engorda... e aumentei logo 15 quilos! réréré

Amanhã é dia de retorno ao médico, levando os exames. Portando, como não quero dar trabalho aos amigos, com, espasmos, desespero, chama o SAMU pelamordedeus, remoção ao IML - estas coisas rsrsrsrs -, na próxima estarei presente - nem que seja em espírito-que-anda. rsrsrs

. disse...

Bom, Wagner, minha ausência foi exatamente pelo horário.
Nêgo, como eu já havia explicado, estaria de ressaca e não tinha qualquer condição de acordar às 8h no estado em que fui dormir!

Vamos marcar uma caminhada em outra hora, vai!

Ou eu tento me trancar em casa na véspera da próxima caminhada.

Beijocas!
Tô louca pra ler teus relatos.

Carlos Barretto disse...

Lafayete!!!
Vc também tem hérnia de disco????
E foi paciente do Scylla???

Abrace-me, amigo! "Ferpeitamente"!

Também tenho e até operei de urgência há 18 anos. Fiz RPG o que me tirou de uma outra cirurgia, além de ter adorado a educação postural. Mas não escapei de uma pequena sequela, com a qual já aprendi a conviver.

Contudo, tbm não emagreci (muito ao contrário). Mas nunca mais tive qualquer sinal de dor.

Portanto, não deixe de pensar na tal RPG. Vc vai agradecer por ter estado lá.

Abs

Lafayette disse...

Obrigado pelo conselho, Barreto.

Estou voltando, e querendo muito voltar a jogar tenis, e, portanto, quero fazer tudo direitinho.

E aí Wagner, como foi a parada? Tentei ir lá no ponto de encontro, mas já era umas 09:30h, e enetrei no BASA (por sinal, encontrei um IPÊ florando (vou blogar a foto).

. disse...

Amigo e aí, tá vivo?
Não te mataram na caminhada, não?
Faz um sinal de fumaça que eu já tô ficando tensa!!!

Prof. Alan disse...

Wagner, tem uma pérola pra você lá no nosso Blogosfera. Pra você ver que cartaz pitoresco em lanchonete não é exclusividade de Belém...

Belenâmbulo disse...

Pois é, pessoal,
Acabei caminhando sozinho mesmo... Mas acho que foi melhor assim, pois vocês teriam se metido numa grande roubada, e eu ficaria com a consciência pesada.
Devem ter sido uns 14 a 15 km, percorridos em quase 4 horas, debaixo de um sol escaldante. Tomei mais de 2 litros de líquidos, cheguei em casa todo queimado e exausto.
Ao contrário do que pensei, não havia muitas pérolas no trajeto. Ou então foi o calor que afetou minha percepção.
Infelizmente, a impressão mais marcante é o estado de abandono da rodovia, visto em detalhes.
Na próxima vez, espero percorrer um trecho menor, em horários de temperatura mais amena (bem cedinho ou no fim da tarde).
Em breve publicarei alguma coisa sobre o passeio.

Alan,
Bela pérola!
Já passei por lá e comentei.


Abraços

Lafayette disse...

Wagner, Pessoa disse: "...eis que assisto a meu desmonte palmo a palmo e não me aflijo de me tornar planície...", mas ainda estou na ativa.

Não aguentaria caminhadas muito longas, mas, se você bolar uma curta, cheia de sombras e de detalhe, eu topo!

Vai uma dica: Saindo da Praça da República, tariando por dentro do "centro", descendo na ilharga do Ver-o-Peso, abicorando pelas praças do Relógio e da Sé, e titiando pelas ruas da Cidade Velha.

Isto num domingo, de manhã cedo... tem uma série de detalhes neste trajeto que só a pé, num dia sem trânsito é que dá para ver.

...tô nessa!

Quando? rsrsrsrs

. disse...

Eu voto numa caminhada de final de tarde, que termine num happy hour!

O que vcs acham?
Assim fugimos do sol. E, poxa, pouco nos conhecemos pessoalmente, seria uma grande chance!

Voto num sábado!

Belenâmbulo disse...

Prezados andarilhos,
Marcaremos uma por mês, ok?
E vai ter roteiro para todos os gostos. Suas sugestões serão submetidas à apreciação do Conselho Deliberativo do Belenâmbulo, o qual emitirá o seu parecer em breve, neste espaço.

Abraços