segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Música ambiente

Que alegria!
Durante as tardes de domingo, meu vizinho adora compartilhar o seu gosto musical refinado com todos os moradores num raio de 100 metros.
Alguém me arranja um protetor auricular industrial, por favor...

7 comentários:

Amanda Pinto disse...

Compartilho da mesma aflição - moro na doca. ¬¬

Lafayette disse...

Eis uma incivilidade.

Belenâmbulo disse...

Vamos instigar uma "revolta contra as caixas de som"? Que tal? Usaremos codinomes, andaremos encapuzados, em bandos, fazendo a nossa justiça, com o emprego de técnicas de guerrilha.
É o jeito... já que não vivi durante os piores anos da ditadura...

Lafayette disse...

Algo tipo "juiz Nicolas Marshall"? réréré

A "técnica de guerrilha", neste caso, seria descobrirmos a casa dos donos da aparelhagem e, todo dia, de madrugada, estacionar um big-mega-trio-elétrico e botar, no último volume...

Adocica meu amor, adocica
Adocica meu amor a minha vida ôôô!

Pô, seria a glória! rsrsrs

Amanda Pinto disse...

hahaha

Vingança com Beto Barbosa!!!

Mas falando sério uma vez teve uma juíza que seguiu um barulhento e quando ele entrou em casa pra dormir ela botou fé nas caixas de som e o cara se afetou. Aí o barulho cessou um pouco, mas depois... voltou.
Agora são músicas traduzidas - tecnobregas do inferno -, pagodinho sensual, e até massacration eu já escutei!
Queima senhor!

Yúdice Andrade disse...

Aquela proposta dos tacos de beisebol ainda está de pé?

Belenâmbulo disse...

Perfeitos todos!!!
Estou vendo que a gente está em sintonia para fundar nossa sociedade secreta. Bora instigar mesmo! Tô precisando dar vazão ao meu sadismo e desejo de vingança...

Yúdice, é claro!!! Fazem parte do "kit dia-de-fúria".

Abraços