segunda-feira, 18 de maio de 2009

Mapa dos buracos de Belém

Ao contrário dos astrônomos e geólogos, que não deram a mínima para as numerosas crateras de Belém, o Tiago Paolelli iniciou um interessante projeto de mapeamento desses acidentes geográficos (que facilmente se convertem em acidentes de trânsito), o qual pode ser conferido aqui.

Contribuam! (mas sem exagero, senão o mapa vai ser totalmente coberto pelos balõezinhos)



Dica enviada pelo Pedrox, via Twitter.

5 comentários:

Tatiana Costa disse...

Será que cabem mais alguns balõesinhos,ou seriam buraquinhos, nesse mapa?

A João Paulo entre a Dr. Freitas e a rua da Cohab é só buraco, agora que estão remendando fica uma porcaria só, e olha que o asfalto é novo!

ANDRÉ BATISTA disse...

Pessoal, vcs já perceberam como a 25 de setembro está virando um lixão do aurá? Tá uma vergonha. E a obra ta a passo de cágado, eu disse cágado. abraços

. disse...

Menino, lembrei de ti hoje. Acreditas que nem estava chovendo e vi dois guardas na passarela em frente ao CEFET?
Se eu tivesse uma máquina, fotografaria...

Belenâmbulo disse...

Tatiana,
Aquele trecho é horrível mesmo! Passo bastante por lá.
Olha... acho que se todo mundo contribuir, não vai sobrar mais mapa mesmo!

André,
Ainda não havia percebido, pois não ando muito por essas bandas.
Mas vou tirar um dia para fotografar a área. Valeu pela dica!

Senhora Ponto,
Sabe que depois que trocamos aqueles comentários na outra postagem, comecei a olhar de uma forma diferente algumas ações da PM?
Ultimamente tenho percebido uma presença mais ostensiva em alguns pontos críticos por onde passo, e o melhor: em horários críticos.
Claro que eles não podem estar o tempo todo em todos os lugares, mas acredito que o simples fato de estarem lá "de vez em quando" já intimida os potenciais infratores (pra não dizer "bandidos") em suas intenções, além de nos trasmitir, sim, uma sensação de segurança.

Quanto à foto... vacilou... Perdeu a oportunidade de ganhar um bônus do programa Fidelidade Belenâmbulo.


Abraços a todos

. disse...

É, Wagner, eu fui mudando de opinião exatamente por ir percebendo essas coisas também...