segunda-feira, 1 de março de 2010

Mingau de miriti


Coloque os frutos de miriti (ou buriti) de molho, para amolecer a polpa.
Extraia a polpa, obtendo o produto conhecido como "vinho-de-miriti".
Despeje sobre arroz papado, bem quente.
Está pronto o seu mingau de miriti.

Agora é só enfrentar a fila...


...e se deliciar com essa joia da gastronomia paraense.


É garantia de sustância até a hora do almoço!

16 comentários:

JOSÉ DE ALENCAR disse...

Excelente, meu caro Belenâmbulo.

Melhor que isso, só se for tomado na feira de Abaetetuba ou Igarapé-Mirim, que são sínteses da cultura infratocantina.

Carlos Barretto disse...

Nunca experimentei. E fiquei curiosíssimo.

Yúdice Andrade disse...

Já experimentei o doce de buriti e não achei lá grandes coisas. Mas como gosto de mingaus, o jeito vai ser experimentar esse.

Tanto disse...

Sou do time do Yúdice: adoro mingau. Nunca provei, nem doce, nem nada de buriti. Agora vou ter que procurar e provar.

Francisco Rocha Junior disse...

Onde é essa fila, Wagner? Na Portinha?

Yúdice Andrade disse...

Com certeza absoluta, não é na Portinha. Realmente, faltou a informação de onde podemos encontrar a iguaria. Nos pontos da cidade que vendem mingau, nunca vi de buriti.

Alan Araguaia disse...

Conheci o vinho de miriti em baiuquinhas do Jurunas, onde se vende junto com a bacaba e o açaí. Mas também só vi por lá. Muito bom! Agora, não sou muito fã de mingau... hehe

Belenâmbulo disse...

Alencar, então foi melhor que excelente, pois todas as fotos foram feitas na feira de Abaetetuba (e assim respondo às perguntas do Francisco e do Yúdice).

Barretto, eu também fiquei curioso com a propaganda que me fizeram, ainda mais quando vi a fila e o movimento ininterrupto na pequena bodega.

Yúdice e Fernando,
Confesso que, para o meu paladar pouco refinado, o mingau não foi lá essas coisas todas. Foi mais pela experiência gastronômica mesmo. Já o doce... esse sim, eu gostei.

Alan,
Também não sou muito fã de mingau, talvez por isso não tenha gostado tanto. Ou então é falta de costume mesmo... porque a vendinha está sempre lotada.

Abraços

Anônimo disse...

O mingau eu não sei; o doce, mineiramente, acho nem sim nem não muito pelo contrário; mas o vinho de buriti é manjar dos deuses.

Anônimo disse...

Mi adimiri di miriti!

Anônimo disse...

Minha mãe disse a uns amigos de Abaeté que lá em caa gostávamos do doce. Resultado, sempre que vinhama Belém trazim umas 10 daquelas caixas de miriti. Comi tanto, mas tanto, que enjoei. Não conheço o mingau, mas se gostar, quero só uma vez ou outra!
Abraços, Belê!
Camilla Delduque.

Belenâmbulo disse...

Anônimo das 23:43h,
Então acho que você vai gostar do mingau.

Anônimo das 10:38h,
Esse seu comentário foi escrito no idioma local infratocantino? Ainda não o domino...

Camilla,
Para o meu gosto, vem muito mingau na cuia. Confesso que, da metade para o fim, respirei fundo para não fazer desfeita ao meu anfitrião. Tem de consumir com moderação.

Abraços

rn_porto disse...

Gente, aqui em Belém do Pará, o local que podemos encontrar é no ver-o-peso... Além de mingau de buriti, tem também mingau de açaí! Vale a pena experimentar!

Unknown disse...

Como faz pra amolecer o buriti?

Unknown disse...

Como faz pra amolecer o buriti?

Unknown disse...

Como faz pra amolecer o buriti?