domingo, 8 de março de 2009

Endereço incômodo

O local pode até ser aconchegante, mas eu não gostaria de morar nessa travessa, no Carananduba, em Mosqueiro.
As possibilidades de trocadilhos maliciosos são infinitas.

5 comentários:

Frederico Guerreiro disse...

Já vi isso. A gargalhada foi geral no carro.

Yúdice Andrade disse...

É por excesso de uso?

Belenâmbulo disse...

Prezado Yúdice,
Excesso de uso?! A toda história dos "contadores de história" deve ser dado um desconto de, no mínimo, 75%...
Pra mim, o batismo desse logradouro pode ter sido uma homenagem velada ao nosso ex-presidente Fernando Collor...

Abraço

Frederico Guerreiro disse...

É em referência a uma madeira que existia no local. Existe sim o "pau roxo" (Peltogyne cf. subsessilis).
Maiores detalhes em: http://www.promapmadeiras.com.br/pauroxo.htm

Belenâmbulo disse...

Explicado então!