segunda-feira, 6 de julho de 2009

Caminho de Nazaré - A Rota da Estrada de Ferro de Bragança

A amigo virtual José de Alencar publicou em seu blog, no período de 18 a 27 de janeiro de 2008, um detalhado e emocionante relato do Caminho de Nazaré, pela Rota da Estrada de Ferro de Bragança, percorrido a pé. O seu sonho é que essa rota se torne patrimônio imaterial do Nordeste Paraense, e eu compartilho esse ideal.

Vale a pena conferir com calma todas as postagens e respectivos comentários, bem como o álbum com 403 fotos de tirar o fôlego.
  1. Caminho de Nazaré
  2. De Bragança a Mirasselvas
  3. De Mirasselvas a Capanema
  4. De Capanema a Nova Timboteua e a Igarapé-Açu
  5. De Capanema a Nova Timboteua
  6. De Nova Timboteua a Igarapé-Açu
  7. De Igarapé-Açu a São Francisco
  8. De Anhanga a Castanhal
  9. De Castanhal a Santa Izabel
  10. De Santa Izabel a Benevides
  11. De Benevides a Belém

2 comentários:

JOSÉ DE ALENCAR disse...

Meu caro amigo Belenâmbulo,

Muito, mais muito obrigado pela leitura - calma, presumo - do meu relato.

E mais grato ainda por compartilhar o sonho.

Esta semana foi o Aniversário de Bragança, que daqui a quatro anos será quatrocentona.

Vou refazer a caminhada qualquer dia desses e espero fazer mais vezes até reavivar o Caminho e a memória da Estrada de Ferro.

Já tenho o compromisso de uma amiga, que é proprietária de uma floricultura em Castanhal, de aviventar o trecho que passa na propriedade, fazendo uma trilha. Espero que um dia seja aberta a trilha do Apeú até Americano. De Bragança a Tracuateua está mais ou menos aberta, como uma vicinal. E de Tracuateua a Mirasselvas também (espero refazer cumprindo a risca o traçado da Estrada de Ferro por dentro da fazenda do Senhor Gama, onde perdi os rastros da Estrada.
Estou aceitando aderentes para essa nova caminhada.

Belenâmbulo disse...

Alencar,
A rota da estrada de ferro tem tudo para se tornar a nossa versão do Caminho de Santiago, e então o seu relato será o equivalente ao Codex Calixtinus.
Eu é que agradeço por conhecer, ainda que virtualmente, um entusiasta como você.
Conte comigo na próxima caminhada.

Abraço