sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Rapel na samaumeira do Hangar

Quem passou hoje de manhã ao lado do Hangar, pela Av. Brigadeiro Protásio, percebeu um burburinho em torno da frondosa samaumeira. Era uma demonstração de escalada da árvore, utilizando técnicas de rapel, visando à coleta de sementes. O escalador, Dirceu de Sousa, é coletor de sementes profissional e professor da atividade no Instituto Florestal de São Paulo.


Não! Ele não está caçando passarinhos! O primeiro passo da escalada é atirar uma bolinha de chumbo amarrada à extremidade de uma linha de náilon. O objetivo é fazer com que essa linha passe sobre o galho escolhido para sustentar a corda que será utilizada no rapel.


Depois, amarram-se as extremidades da linha e da corda. Dessa forma, ao se recolher a linha, a corda já estará apoiada no galho selecionado para a coleta das sementes.


Com muita força física, e o auxílio de "ascenders", ele sobe...


...até a copa da árvore.


Para descer, retiram-se os "ascenders", que são substituídos pelo "8" do rapel.


Só não para fotografar a descida, porque o cara foi mais rápido do que eu.

Nenhum comentário: